25 de mai de 2017

As bênçãos de estar na casa de Deus


"Quão amáveis são os teus tabernáculos, Senhor dos Exércitos! A minha alma está anelante e desfalece pelos átrios do Senhor; o meu coração e a minha carne clamam pelo Deus vivo. Até o pardal encontrou casa, e a andorinha, ninho para si e para a sua prole, junto dos teus altares, Senhor dos Exércitos, Rei meu e Deus meu. Bem-aventurados os que habitam em tua casa; louvar-te-ão continuamente". Salmos 84:1-4.

I - NA CASA DE DEUS SOMOS AMPARADOS

Em todas as partes, existe uma multidão que crê em Deus, mas que não tem experimentado da alegria, prazer e dos benefícios de estar adorando ao Senhor regularmente. Queremos, nessa mensagem baseado nesse Salmo 84, mostrar algumas das bênçãos quando vamos à casa de Deus!

Numa linguagem poética belíssima, o salmista inspirado por Deus, nos fala de sua alegria, felicidade e proteção quando está na Casa de Deus, nos "átrios do Senhor". Ele se sente como "um pardal que encontrou casa e como uma andorinha que encontrou ninho para ela e para os seus filhotes". Ainda que não tenhamos um maior conhecimento teológico, sabemos que a Casa de Deus é uma referência a estar na presença de Deus, viver em comunhão com Deus, pois Deus não habita em templos feitos por mãos humanas, Ele quer habitar em nossas vidas (I Cor 6:19). Você quer abrir o seu coração para Jesus entrar, fazer morada, te amparar e te salvar?

II - NA CASA DE DEUS RECEBEMOS FORÇA

O Salmista diz que quando ia a Jerusalém, em busca da presença do Senhor, de estar na Casa de Deus para adorá-Lo, para celebrar as Festas que foram determinadas por Ele, passava pelo Vale de Baca, um "vale árido" VALE DE LÁGRIMAS (SL 84:6) e Deus derramava chuva, tornando aquele deserto num manancial. Muitos querem chegar à presença de Deus sem passar pelo vale, de maneira aérea, superficial, mas é necessário, porém não se preocupe, depois do vale sempre haverá um lugar de repouso, de descanso, a A CASA DE DEUS! É isso que Deus faz com aqueles que chegam a Sua presença, procuram a Sua Casa para adorá-Lo. Muitos chegam à Casa de Deus com problemas, angustiados, cansados, sobrecarregados e oprimidos e ao adorar a Deus, saem confortados, alegres e felizes! Você tem se sentido sem força, cansado ou oprimido? Então, venha para Jesus e Ele te abençoará e te salvará (Mat 11:28-30)!

III - NA CASA DE DEUS SOMOS SALVOS

"Olha, ó Deus, escudo nosso, e contempla o rosto do teu ungido... um dia nos teus átrios vale mais que mil; prefiro estar à porta da casa do meu Deus... o Senhor Deus é sol e escudo; O Senhor dá graça e glória..." (SL 84:9-11). Essas são declarações de fé e confiança em Deus! São declarações de quem conhece a Deus de perto e sabe que Ele é quem nos dá "graça e glória", isto é, nos dá perdão e salvação pela Sua Graça! Estar na casa de Deus, isto é, estar em comunhão com Deus é estar salvo por Ele! Você tem certeza da sua salvação? A Bíblia declara que "quem crê em Jesus será salvo" (João 5:24; Atos 4:12; Rom 10:9-10 e 13)! Abra a sua boca e declare que Jesus é o seu Salvador e receba a salvação!

Bom é estar na Casa de Deus, na Igreja do Senhor Jesus, adorando ao Senhor. Bom é estar em comunhão com Deus e ter a Jesus como nosso Senhor e Salvador! Feliz é o homem que habita na Casa do Senhor! Feliz é o homem que a sua força vem de Deus! Feliz é o homem que confia no Senhor! Convido você a confiar no Senhor e entregar a sua vida a Ele!

FONTE:

24 de mai de 2017

Perda da fé em Deus é principal motivo de suicídio entre jovens, diz pesquisador

Pesquisador Blaine Conzatti alertou que o fato dos jovens aderirem a uma visão pós-moderna e se afastarem de Deus tem sido decisivo para o aumento das taxas de suicídio


Fonte: CPAD News via Guia-me / com informações do Christian Post

A perda da fé em Deus e o declínio da religião estão entre as principais razões pelas quais jovens (adolescentes e adultos mais novos) estão cometendo cada vez mais suicídio nos Estados Unidos, de acordo com o grupo conservador ‘Instituto de Política Familiar’, de Washington.

A organização sem fins lucrativos estudou os diversos debates sociais que o drama adolescente "13 Reasons Why" (“13 Razões Por quê”), exibido pela Netflix, tem levantado sobre suicídio nos últimos meses, e observou que este é um é um problema real e crescente entre os jovens nos Estados Unidos.

O programa, baseado no romance do mesmo nome, retrata a vida e o suicídio de uma estudante de ensino médio, chamada Hannah Baker, detalhando 13 razões pelas quais ela escolheu tirar a própria vida.

Blaine Conzatti, colunista e pesquisador do ‘Instituto de Política Familiar’, escreveu em um artigo na semana passada, no qual afirma: "Muitos jovens adultos estão optando pelo suicídio como uma fuga das pressões da vida. De 2000 a 2015, a taxa de suicídio aumentou 27% entre as pessoas de 20 a 35 anos de idade (a taxa média de suicídios nos EUA entre todos os grupos etários aumentou quase 21% durante o mesmo período de tempo)".

"A taxa de suicídio do Estado de Washington é 16% maior que a média nacional", acrescentou Blaine, citando estatísticas da Fundação Americana para a Prevenção do Suicídio.

Conzatti não concorda com muitos especialistas que citam dificuldades econômicas acrescidas e serviços inadequados para tratamento de de saúde mental para explicar o recente aumento do suicídio.

Ele, em vez disso, apontou mudanças culturais, especificamente expondo quatro razões importantes pelas quais o número de suicídios tem aumentado.

"Os jovens americanos têm se distanciado cada vez mais das instituições religiosas ao longo das últimas décadas, optando por viver de acordo com ‘sua própria espiritualidade’ ou rejeitando inteiramente a fé em Deus", ressaltou ele.

Perda do propósito
O pesquisador também se referiu às estatísticas divulgadas pelo Centro de Pesquisas ‘Pew’, a partir de 2015, que mostraram que apenas 28% dos jovens nascidos entre 1981 e 1996 frequentam a igreja semanalmente. Além disso, os dados também mostravam que este grupo estava menos propenso a acreditar em Deus e apenas 38% considerando a fé como uma parte importante de suas vidas.

"Infelizmente, ao evitar o envolvimento em comunidades religiosas, os jovens atuais sacrificam o parentesco e a solidariedade que essas comunidades proporcionam. Essa prática de fé ajuda a dar significado à vida, e as comunidades religiosas equipam os indivíduos com as relações e o apoio necessários para resistir aos males traiçoeiros da vida", disse Conzatti.

O pesquisador também citou outro estudo do Jornal Americano de Psquiatria, que descobriu que indivíduos sem qualquer declaração de fé tinham "significativamente mais tentativas de suicídio ao longo da vida" e concluiu que "os sujeitos sem afiliação religiosa percebiam menos razões para viver, com particularmente menos objeções morais ao suicídio".

As outras três razões principais para o aumento da taxa de suicídio identificado pelo pesquisador do ‘Instituto de Política Familiar’ incluem o casamento tardio, o aumento das instabilidade profissional e a adoção de um ponto de vista pós-modernista - que afirma que a vida não tem sem sentido e a verdade não pode ser descoberta por ninguém.

“Atrasar o casamento significa que os indivíduos perdem benefícios como segurança financeira, maior bem-estar emocional e psicológico, além de outras melhores na saúde em geral”, argumentou ele.

“Além disso, mudar frequentemente de emprego tem sido associado a níveis mais elevados de estresse, crime e saúde precária, e faz com que os indivíduos se isolem das comunidades”, acrescentou.

O pesquisador reconheceu que reverter este quadro não é uma missão fácil, porém também não é impossível.

"Não há uma solução fácil. Inverter esta tendência depende de enfrentar efetivamente as mentiras aceitas pela cultura e pela sociedade, que alimentam a desesperança e a desorganização social e trabalhando para assegurar que nossas comunidades podem satisfazer com êxito as necessidades materiais, emocionais e espirituais de seus membros”, concluiu Conzatti.

Programa CPAD News 72


Entrevista com Silas Daniel, pastor, conferencista, jornalista, Editor Chefe do setor de Jornalismo da CPAD e autor do livro "Arminianismo - A Mecânica da Salvação" - Lançado da Editora CPAD.

Esta obra apresenta um panorama bastante abrangente da posição arminiana à luz da Bíblia e de sua influência no desenvolvimento da teologia cristã e na promoção de grandes conquistas da história da Igreja e do Ocidente durante os séculos.

Chamada 16º Congresso de Mulheres da IEADPE

Confira o vídeo chamada para o 16º Congresso de Mulheres da Igreja Evangélica Assembleia de Deus no Estado de Pernambuco (IEADPE)

23 de mai de 2017

Escola Bíblica de Jovens da ADB em Presidente Epitácio (SP)


09, 10 e 11 de Junho de 2017
Templo-Sede da Assembleia de Deus - Ministério do Belém
Presidente Epitácio - SP
Pastor Presidente do Campo: Pr. Edvanir Cruz
Rua Cuiabá, 1-46 - Centro