22 de jan de 2017

Está chegando a hora de impactar o Brasil com o Encontro Nacional da Juventude Assembleiana

Evento será realizado no templo-central da AD do Belenzinho entre os dias 25 e 28 de janeiro


Jovens assembleianos de todo o Brasil estarão reunidos na cidade de São Paulo para o Impactar 2017, nos dias 25 a 28 de janeiro deste ano.

Após cinco edições do Liderar - Encontros de Líderes de Jovens e Adolescentes- realizados em 2015 e 2016, em diferentes regiões do país, a Casa Publicadora das Assembleias de Deus (CPAD) em parceria com a Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), realiza o Impactar 2017- Encontro Nacional da Juventude Assembleiana.

Com base no tema "É chegada a hora!" (Jo 12.23), o evento que será realizado no novo templo-central da Assembleia de Deus do Belenzinho, visa mostrar ao Brasil e ao mundo que este é um tempo de avivamento em que o Senhor Jesus levantará dos quatro cantos da nação, jovens fortes, cheios da presença de Deus, dispostos a dar as suas próprias vidas em prol do chamado do Mestre.

Jovens estão ansiosos para o IMPACTAR 2017

No Rio Grande do Sul, a  jovem Jociele de Oliveira, 24 anos, e seu esposo Rafael da Costa, 27 anos, membros da Assembleia de Deus em Porto Alegre, e líderes de jovens, afirmam estar empolgados com a aproximação do evento, e ansiosos para ouvir as mensagens dos preletores. "Quando aconteceu o Liderar eu estava trabalhando, então só o Rafael pôde se inscrever. Dessa vez, eu também terei o prazer de participar de um evento ligado à CPAD, e fico muito feliz com a possibilidade de adquirir essa experiência, conhecer outras pessoas, aprender e ouvir mais de Deus."

No nordeste, Paulo Cesar Carvalho de 32 anos, membro da AD em Imperatriz,Maranhão, líder de jovens do Campo 3 e líder da caravana organizada para participar do Impactar, conta como está a expectativas dos jovens da região: "A expectativa é a melhor possível, pois esse é o primeiro evento desse porte voltado para jovens. E eles estão muito empolgados, alguns não estão nem dormindo à noite de tanta ansiedade".

A organização do IMPACTAR disponibilizou aos inscritos, gratuitamente, espaços em Escolas Municipais da região de São Paulo próximas ao Templo, para se alojarem durante o período do evento.


A caravana de Imperatriz do Maranhão conta com 57 jovens, que ficarão divididos em duas turmas, uma nas escolas cedidas, e outra em hotel. "Nós resolvemos fazer dois pacotes, assim abriu a possibilidade de mais pessoas participarem. Creio que será um divisor de águas para os jovens de todo o Brasil", afirma Paulo Cesar.

17 de jan de 2017

Pastor Samuel Marcelino entrega hoje presidência da AD em Mauá (SP)

Pastor Samuel e esposa Ciria - foto Site AD Mauá
Após 32 anos na liderança da Assembleia de Deus em Mauá, São Paulo, o pastor Samuel Marcelino da Silva solicitou a diretoria da referida Igreja a sua jubilação. Assumirá a presidência por sua indicação, seu atual primeiro vice-presidente, pastor Clarismundo Martins Peixoto.

A cerimônia será conduzida pelo presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), pastor José Wellington Bezerra da Costa. Os ministros do campo que ora recebe novo Pastor Presidente são ligados à Convenção Fraternal das ADs no Estado de São Paulo (CONFRADESP).

A AD de Mauá foi fundada em 22 de dezembro de 1955 por intermédio do saudoso e respeitado pastor Joaquim Marcelino da Silva, conhecido líder do cenário nacional assembleiano que à época presidia a AD de Santo André (SP). Porém antes da sua fundação oficial, cultos já eram realizados na cidade desde 1952, na residência do irmão Antônio Alves Viegas; o primeiro dirigente foi o presbítero Juvenal Soares, na sequência foram responsáveis pela condução do rebanho os pastores Bernardo de Godoy; Cecílio Joaquim de Oliveira; Arcílio Longo; João Leite da Silva; Henrique Lélis Conceição; Paulo dos Santos; Aristóteles Torres de Alencar; Joaquim Marcelino da Silva, até que em 06 de maio de 1986, o pastor Samuel Marcelino da Silva assumiu a presidência.

Confira a bonita carta escrita pelo pastor Samuel à membresia e liderança da AD em Mauá (SP) pedindo sua jubilação nas imagens abaixo (Carta retirada do site oficial www.ieadmaua.com.br).







12 de jan de 2017

Vereadora Rute Costa inicia mandato renunciando aumento salarial

RENÚNCIA AO AUMENTO DE SALÁRIO

Rute Costa foi eleita vereadora de São Paulo (SP) com 33.999 votos
Em meio a crise econômica que assola o Brasil, no dia 20 de dezembro de 2016, em sessão realizada no período da tarde daquela terça-feira, restando apenas 10 dias para que findassem seus mandatos, os vereadores da Câmara Municipal de São Paulo aprovaram o reajuste de 26,3% para 2017 elevando o ganho dos 55 vereadores do município de R$ 15.031,76 para R$ 18.991,68.

No dia 01 de janeiro de 2017, em sessão solene realizada na mesma casa, foram empossados os vereadores eleitos em outubro, dentre eles destaco a Irmã Rute Costa, membro da Assembleia de Deus paulista, eleita com 33.999 votos. Com apenas 12 dias de mandato, no último dia 09, Rute assina de próprio punho renúncia ao aumento, sem mesmo ter participado da aprovação, confira nota publicada por ela em seu perfil no facebook, também cópia do documento por ela protocolado no órgão competente da CMSP.

Sustentando meu compromisso de manter minha legislatura clara e transparente, em especial para aqueles que, com confiança, depositaram em mim a esperança de um Município melhor, informo que desde o dia 10 de janeiro de 2017, ou seja, décimo dia de meu mandato, RENUNCIEI aos valores acrescidos aos meus subsídios, me comprometendo a restituir ao erário Municipal os valores acrescidos ao meu holerite.

O documento foi devidamente protocolado na Presidência da Câmara Municipal de São Paulo, como bem demonstra a foto.

Como é de ciência de todos, tenho apenas 12 dias como Vereadora de São Paulo, e NÃO VOTEI O AUMENTO DO SALÁRIO, nem pude expressar minha opinião sobre ele até o momento. Minha opinião segue como ato, como deve ser toda a atuação política, e não como discurso meramente demagógico.

RENUNCIEI ao aumento, independente dos efeitos de decisão judicial, porque sou consciênte de minha função de tradutora dos anseios paulistanos.Há 12 dias, fiz a promessa de que buscaria fazer da Câmara Municipal a voz do povo, e de meu mandato o instrumento para sua consecução. Optei em dedicar minha vida ao serviço público, e levar o cargo à essência de sua nomenclatura.

Assim, as prioridades da população paulistana são, e permanecerão sendo a prioridade e o alvo de meu exercício funcional.

Considero incoerente e inadequado o aumento de meu salário, em especial, pelo momento de crise financeira que vive o país, e que atinge frontalmente o Município Paulistano, sua produtividade, seus recursos e seus cidadãos, meus eleitores.

Meu compromisso não é com o aumento de meu salário, mas com o reerguimento de meu Município, sua fortificação e com o socorro e auxílio direto de meus concidadãos.

RENUNCIEI AO AUMENTO DE MEU SALÁRIO; AO AUMENTO QUE NÃO VOTEI; MAS SE TIVESSE VOTADO, NÃO APROVARIA.

Por fim, quero salientar que, torno pública minha decisão não para celebrar ou colher aos louros do que considero mera obrigação, mas para, desde já, reafirmar a aqueles que depositaram em mim a confiança e voto,não me esquecerei de meus compromissos.
Rute Costa


11 de jan de 2017

Coração de recém-nascida volta a bater após mãe ter visão de Jesus entrando no hospital

Com apenas meia hora de vida, a pequena Gabriella já teve que travar uma batalha por sua sobrevivência. Esta foi uma grande provação de fé para seus pais


Fonte: Guiame / Com informações The Normal Christian Life | 11/01/2017 - 14:00 via CPAD NEWS

Nathaniel e Hayley Oliveri foram surpreendidos com alegria quando descobriram que estavam esperando seu primeiro bebê: a pequena Gabriella. Já durante a gestação, a mãe orou, pedindo a Deus por um parto tranquilo e assim aconteceu, mas em menos de uma hora depois, a fé do casal começou a ser provada, quando a saúde da recém-nascida começou a apresentar complicações.

Segundo Nathaniel, desde o início do parto a paz que ele e sua esposa demonstraram sentir durante parto impressionou a equipe médica.

"Enquanto Hayley estava no parto, as enfermeiras comentavam sobre como nós permanecíamos tranquilos, em paz. Eles não estavam acostumados com aquilo. Depois eu orei por eles. Eles realmente não estavam acostumados com aquilo", contou o pai.

Em um vídeo no qual o casal compartilhou seu testemunho, Hayley falou o momento em que segurou a pequena Gabriella pela primeira vez nos braços, logo após o parto.

"Aquela primeira meia hora foi mais incrível da minha vida", disse a mãe. "Ela era um bebê perfeito".

Mas o inesperado aconteceu e aquela paz inexplicável que Nathaniel e Hayley sentiram durante o parte estava prestes a ser provada.

"Cerca de meia hora depois que ela nasceu, eles [médicos, enfermeiros] notaram que ela estava respirando rápido demais e foi piorando cada vez mais. Ela precisava de cade vez mais oxigênio", explicou a mãe.

Os pediatras levaram Gabriella para a ala de cuidados especiais da enfermaria e Nathaniel acompanhou sua filha.

"Eu acompanhei Gabriela até a enfermaria e entendi claramente que aquela situação era muito séria. Eles a colocaram para receber mais oxigênio e tantavam enfiar agulhas em suas veias tão finas para tentar sedá-la", contou. "Mas eles não conseguiam achar a veia".

Apesar da situação desesperadora, o pai da garota decidiu tomar a melhor atitude possível naquele momento: orar por sua filha.

"Durante todo aquele tempo eu mantive minhas mãos sobre ela, orando por ela e dizendo: 'O papai está aqui", relatou.

Finalmente, eles conseguiram fazer com que Gabriella dormisse, Hayley chegou ao quarto e um médico os levou até outra sala.

"Naquele momento, Gabriella estava inconsciente. Eles a sedaram, colocaram um tubo em sua garganta. Nathaniel e eu estávamos em uma sala pequena, ao lado daquela onde nossa filha estava", contou Hayley. "Cinco minutos após eles colocarem o tubo em sua garganta, seu coração parou".

"Nenhum dos médicos esperava por aquilo. Ninguém esperava por aquilo", acrescentou.

Nathaniel conta que houve uma grande mobilização dos profissionais para tentar fazer o coração de Gabriela voltar a bater.

"A gente ouviu o som dos médicos e zunidos soando. Eles estavam tentando técnicas de ressuscitação em nossa filha e nós ouvíamos: '1, 2, 3, respire!", contou o casal.

Sobrenatural

Mais uma vez, Nathaniel confiou no poder de Deus, olhou para sua esposa e disse: "Nós não vamos ter medo. Vamos orar e simplesmente acreditar em Deus".

Hayley disse que aquele poderia parecer um momento de fragilidade, mas uma visão de Jesus entrando no quarto lhe deu uma injeção de força e ânimo para não desistir de orar.

"Eu tive uma visão de Jesus. Eu o vi andando até Gabriella e Ele colocou Sua mão sobre ela", contou a mãe.

Depois de quatro minutos de parada cardíaca, o coração de sua bebê voltou a bater.

"Naquele momento em que vi Jesus entrando no quarto dela, entendi que estava tudo bem", acrescentou Haylay.

Apesar do coração ter voltado a bater, Gabriella continuava com sua pele acinzentada.

Os médicos aconselharam o casal de que "esperassem pelo pior", pois as chances da bebê sobreviver eram quase nulas.

Luta pela sobrevivência

Gabriella foi transferida para um hospital maior e a luta por sua sobrevivência continuava. A recém-nascida permaneceu com tubos enfiados por todo o corpo, mas sua mãe já tinha vivenciado uma experiência sobrenatural com Jesus e sua fé estava fortalecida.

"Era quase como se eu estivesse em uma bolha, envolta pela paz de Deus. Deus estava nos segurando, estava segurando nossa filha", disse Hayley.

Nethaniel disse que antes mesmo de se ver diante de tantas provações, já havia firmado um propósito diante de Deus: compartilhar a mensagem do Evangelho em qualquer lugar e em qualquer situação. Não foi diferente nesse hospital.

O pai de Gabrielle começou a falar de Jesus e a incentivar que todos naquele hospital - médicos e pacientes - começassem a orar uns pelos outros. Assim aconteceu por quase dois dias.

A incerteza dos médicos sobre a cura de Gabriella se mantinha, mas o pai da bebê estava firme em sua fé.

"Eu entrei no banheiro do hospital, olhei no espelho e tive completa certeza de que Deus iria curar minha filha. Mas eu também compreendi que ainda que eu perdesse minha filha, isso não poderia roubar a paz que eu sentia em Cristo", contou ele. "Então eu disse: 'Inimigo, seu plano de levar minha filha não terá sucesso. Não importa o que aconteça com ela, a minha paz está somente em Jesus".

Dois dias depois de Gabriella ser mantida em observação e sedada pelos médicos, a bebê abriu os olhos e surpreendeu os médicos ao apresentar uma saúde completamente perfeita.

"Ela abriu os olhos, olhou para nós e foi simplesmente incrível", contou Hayley.

Falando sobre o maior aprendizado que esta provação lhe trouxe, Nathaniel afirmou que a gratidão deve ser incondicional.

"Se não formos cuidadosos, agradeceremos a Deus nos momentos em que tudo vai bem, mas O culparemos pelos momentos em que as coisas não estão bem. Mas este é o inimigo, que vem para matar, roubar e destruir. Jesus é quem traz a vida", finalizou.

9 de jan de 2017

[IMPACTAR] Contagem regressiva para o Impactar 2017 em SP

O Encontro Nacional da Juventude Assembleiana acontecerá nos dias 25 a 28 de janeiro



Nos dias 25 a 28 de janeiro, jovens de todo o Brasil estarão reunidos na cidade de São Paulo para participar do Impactar 2017. O evento encerra o ciclo de eventos voltados para líderes de jovens e adolescentes - o Liderar - realizados em 2015 e 2016 em todas as cincos regiões brasileiras e organizados pela Casa Publicadora das Assembleias de Deus (CPAD) em parceria com a Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB). Com base no tema "É chegada a hora!" (Jo 12.23), o Encontro Nacional da Juventude Assembleiana - o Impactar 2017 - será realizado no novo templo-central da Assembleia de Deus do Belenzinho, sob a presidência do pastor José Wellington Bezerra da Costa, presidente da CGADB.

O maior Encontro de Jovens da história das Assembleias de Deus no Brasil terá como preletores os pastores José Wellington, presidente da CGADB, da AD em São Paulo e da Convenção Fraternal e Interestadual das Assembleias de Deus no Ministério do Belém (Confradesp); José Wellington Costa Júnior, líder da AD em Guarulhos (SP) e presidente do Conselho Administrativo da CPAD; José Satírio (Cucuta, Colômbia); Raul Cavalcante, líder da AD em Imperatriz (MA) e presidente da Comissão e Evangelismo e Discipulado da CGADB; o pastor Eduardo Lopes (SP) e o conferencista William Douglas, juiz federal titular da 4ª vara federal de Niterói (RJ) e mestre em direito.

A comissão organizadora do Impactar é formada pelo irmão Ronaldo Rodrigues de Souza, diretor-executivo da CPAD; pastor Luaran Lins, líder de jovens da AD em Imperatriz (MA); e pastor Lélis Marinho, líder de jovens da AD em São Paulo.

Local do Evento: Novo templo-central da Assembleia de Deus no Belezinho, São Paulo (SP)

Dias: 25 (abertura às 18h) a 28 de janeiro (Culto de Encerramento com início às 16h)

Informações e inscrições: Setor de Eventos da CPAD

Telefones: (21) 2406-7400 / 7482 / 7352

E-mail: eventos@cpad.com.br