2 de jun de 2015

Assembleia de Deus em Roraima celebra seu Centenário

Eventos comemorativos estão sendo realizados em todos os municípios do Estado



No mês de agosto, a Igreja Assembleia de Deus completará 100 anos de existência em Roraima. Uma vasta programação está organizada em todo o Estado por meio da Caravana do Centenário em cada município. Segundo o pastor Isamar Ramalho, presidente da Assembleia de Deus em Roraima, na visita aos municípios, são realizados carreatas, estudos bíblicos, manhãs missionárias e culto festivo no sábado à noite, com direito a fogos e distribuição de bolo.


"Tudo isso é apenas uma simbologia à grande festividade de aniversário que estamos preparando. Será a maior festa evangélica deste Estado. 2015 é um ano que Deus impactará este Estado pelo seu poder. Esta é uma igreja que há 100 anos vem construindo uma história”, ressaltou ao anunciar que a festa maior será em agosto.

“Motivo de alegria é poder compartilhar um pouco destas ações com toda a comunidade boa-vistense em um ano muito especial. No período de 24 a 31 de agosto comemoraremos o centenário assembleiano, embora as comemorações já tenham começado desde o mês de março. Estamos realizando cultos pré-centenário nos 15 municípios", disse.

HISTÓRIA - Era o ano de 1915 quando chegou do Pará o cearense Cordolino Teixeira Bastos, juntamente com sua família, e fixou residência na ilha de Maracá, próxima ao rio Uraricuera, na fazenda Altamira, de propriedade de Antônio Pinheiro Galvão, região do Município do Amajari, Norte do Estado.
Lá, iniciou a historia da Assembleia em Roraima. Naquele local, muitas vidas aceitaram a Cristo como Salvador, dentre elas as irmãs Rita Pinheiro Galvão e Rosa Galvão Ramalho, estas avó e bisavó do pastor Isamar Ramalho, e boa parte de sua família.

Após muita dedicação, em 1925, aos 75 anos, irmão Cordolino Bastos faleceu e durante 21 anos a igreja ficou sendo liderada por irmãos que se reuniam em seus lares, perseverando-se na fé todos esses anos. Em 1946, assumiu a igreja o primeiro pastor, Quirino Pereira Peres, que, em 28 de agosto de 1948, institui a personalidade jurídica da instituição, gerando assim o Estatuto que foi publicado em Diário Oficial com o número 35, sob o título: “Estatuto da Igreja Evangélica Assembleia de Deus”.

Pastor Quirino inaugurou um Templo de Taipa, coberto com palha de inajá, a luz de carbureto. Neste ambiente, a glória de Deus se manifestava. Os anos se passaram e a igreja já teve dez pastores presidentes que desempenharam papel importante para a construção desta história: Em 1950, Benjamim Matias Fernandes; 1952, Joviniano Rodrigues Lobato; 1954, Samuel Bezerra Cavalcante; 1957, Otoniel Alves de Alencar; 1962, Elizeu Feitoza de Alencar; 1965, José Guedes dos Santos; 1967, Manoel Antonio Batista; 1983, Fernando Granjeiro de Menezes; 1997, Geraldo Francisco dos Santos; e desde 1998 que o pastor Isamar Pessoa Ramalho está como seu 11º pastor presidente.

Isamar Ramalho é roraimense, descendente da família pioneira, sendo o primeiro pastor local a assumir a igreja no Estado. Com o crescimento da igreja, empenhou-se na construção do maior templo da região Norte, com capacidade para 2.500 pessoas sentadas, uma construção com design moderno e arrojado, dando conforto a todos que participam das reuniões. Atualmente, a entidade possui 427 templos distribuídos no Estado com mais de 50 mil membros.

 
Igreja promove também ações sociais, educacionais e políticas

Na gestão do pastor Isamar Ramalho, destacam-se, dentre os projetos sociais, o “Minha Casa, Uma Benção”, com construções de casas aos seus membros que estejam necessitando de uma moradia e não possuem condições para construi-la.

O “Minhas Mãos Para Deus”, projeto voltado ao recolhimento de produtos da cesta básica para atender famílias carentes da sociedade e missionários da igreja, abrange uma ação anual para as comunidades do Baixo Rio Branco, no Sul do Estado, com mais de quatro toneladas de alimentos recolhidos.

O “Baby Chá Missionário” é uma ação voltada a adquirir produtos infantis para compor o enxoval de recém-nascidos para os missionários. Existe ainda o “Serviço Carcerário”, voltado à ressocialização de cidadãos excluídos da sociedade.

Na área educacional, há um incentivo contínuo na capacitação de líderes, tanto no ensino secular quanto no ensino voltado à teologia, que vem investindo na Escola Preparatória de Obreiros através do Instituto Assembleiano, que tem como foco ainda os cursos voltados à graduação, pós-graduação, musicalização e oratória, que é aberto à comunidade em geral.

Para atender jovens e adolescentes, a igreja vem investindo no dinamismo da arte cênica, formando grupos teatrais e coreográficos, estudos bíblicos, movimento que destacam novos talentos na música gospel no Estado, retiros e grandes reuniões nos bairros, além de programas de entretenimento como gincanas, campeonatos e retiros.

O Departamento de Educação Cristã desenvolve ações educacionais gratuitas com foco no ensino bíblico pela Escola Bíblica de Férias para crianças e adolescentes, além de promover seminários uma educação para os educadores cristãos. Para os obreiros é realizada, anualmente, a Escola Bíblica para Obreiros, que aborda temas hodiernos da sociedade à luz da Bíblia.

Ao longo de seu ministério, ele vem construindo, reformando templos e adquirindo terrenos em bairros novos a fim de instalar novos templos e gerar novas igrejas. Outra ação ocorrida ao longo dos anos é a padronização das fachadas dos templos, identificando-os com a cor verde e branco, uma forma de diferenciar a instituição de outros ministérios. (R.R).

Fonte: IEADRR