5 de dez de 2017

Até o momento CEADAM e CIMADB foram as únicas convenções regionais que se desligaram da CGADB

Templo Central da AD em Belém (PA), local da reunião de fundação
da CADB realizada em 02 de dezembro de 2017
É sabido dos líderes das Assembleias de Deus que o pastor Samuel Câmara, presidente da AD em Belém (PA), fundou em 02 de dezembro de 2017 a CADB - Convenção das Assembleias de Deus no Brasil onde o mesmo figura como presidente do Conselho Geral.

Assim que divulgada a nova Convenção de nível nacional, corria a notícia de que a mesma iniciaria suas atividades com 25.000 membros e que diversas convenções regionais deixariam a CGADB para integrarem a CADB. Porém, como amplamente divulgado por sites e blogs cristãos, diversos ministros protocolaram junto à CGADB seu pedido de desligamento, mas não em bloco ou Convenção como se cogitava.

Até o momento, conforme amplamente noticiado, as únicas convenções regionais ligadas à CGADB que solicitaram seu descredenciamento, bem como o desligamento de todos os seus ministros em loco, foram as convenções CEADAM - Convenção Estadual das Assembleias de Deus no Amazonas, presidida por Jonatas Câmara e a CIMADB - Convenção da Igreja-Mãe das Assembleias de Deus, presidida por Samuel Câmara.

A expectativa era de que os pastores que disputaram a última eleição da CGADB na chapa encabeçada pelo pastor Samuel o seguissem em sua totalidade na fundação da nova convenção, isto não ocorreu; muitos o apoiaram, mas não todos; tal especulação fez com que vários Pastores Presidentes de Convenções se manifestassem via vídeos e notas dando seu posicionamento sobre o fato.

Na última semana foi divulgado que uma Convenção da Paraíba e outra da Bahia se desligaram da CGADB, porém vale salientar que as referidas convenções, conforme nota publicada no site oficial www.cgadb.com.br, nunca foram credenciadas pela Convenção Geral.

Outro destaque importante se deve ao Amapá; afirmam em alto e bom som que a Convenção do Amapá seguiu os mesmos passos da CEADAM e CIMADB, outra inverdade. Alguns pastores do Amapá solicitaram seu desligamento, porém muitos destes, já não faziam parte da CEMEADAP - Convenção Estadual das Assembleias de Deus no Amapá, a única no estado, que é presidida pelo pastor Lucifrancis Barbosa Tavares, primeiro secretário do Conselho Administrativo da Casa Publicadora das Assembleias de Deus (CPAD), que juntamente com toda Convenção permanece unido a CGADB.

Segundo divulgação aproximadamente 10 mil pessoas, entre pastores e esposas de pastores, alguns filiados a CGADB outros não, já se filiaram a CADB e cerca de 2,5 mil participaram da cerimônia de fundação.