3 de ago de 2017

AD em Campina Grande (PB) reúne milhares de jovens em congresso marcado pelo poder de Deus


De 28 a 30 de julho a União de Jovens da Assembleia de Deus (UJAD) mobilizou a juventude da cidade e região a um ajuntamento que resultou num coral de 2.500 vozes. A festividade aconteceu no Espaço de Eventos da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Campina Grande (IEADCG), e ultrapassou a expectativa de público. Tendo em vista a superlotação do local, os organizadores disponibilizaram, na rua Getúlio Vargas no bairro da Prata, um “carro telão” para que as pessoas pudessem assistir ao culto. A cada noite, mais de 5 mil pessoas marcaram presença no ajuntamento da UJAD.


O tema proposto para este ano foi baseado no livro de Daniel 1:8. Por meio dele, a juventude pôde refletir sobre a importância de fazer a diferença e dizer não ao pecado. A escolha dessa bordagem, segundo o coordenador da UJAD, Mário Cézar de Sousa Lima, se deu pelo fato de “haver a necessidade de conscientizar nossos jovens quanto a buscar uma vida de mais santidade, ou seja, de ser opor-se às normas que o mundo impõe. E a temática deste ano veio para reforçar isso, pois devemos aplicar a Palavra de Deus em nosso cotidiano, sempre buscando fazer a diferença por onde quer que formos”, pontuou o líder da UJAD.

A dupla Alisson e Neide no 1º dia do CongressoNa noite de abertura (28), quem integrou a programação musical foi a dupla Alisson e Neide (SP). Através de testemunhos e louvores edificantes, tia e sobrinho conduziram os jovens nos momentos de adoração a Deus. Para a cantora Neide Martins, “estar aqui em Campina Grande pela primeira vez e participar desse evento é para nós uma bênção! Nunca vi festa maravilhosa como essa, jovens comprometidos e cheios do poder de Deus, isso foi extraordinário”, expressou. Já para o cantor Alisson Santos, a missão da dupla é realmente conduzir a igreja a buscar a face do Senhor. “Nossas canções têm impactado muitas vidas, e o interessante é a forma como Deus nos usa para levar a Sua mensagem através da música, direcionando o Seu rebanho a adorar ao Altíssimo”, testemunhou.

Pr. Daniel Nunes da SilvaNa pregação da palavra de Deus, o pastor presidente da IEADCG, pastor Daniel Nunes da Silva, foi quem ministrou à mocidade. Para quem está habituado a participar dos cultos de doutrina, essa foi mais uma oportunidade para aprender com o ministro. “Foi com grande prazer que ministrei para os nossos jovens. Bem sei que todas as semanas me encontro a ministrar a Palavra, mas mesmo assim tive a grande honra de ser convidado pela liderança da UJAD para compor a programação de abertura desse congresso. Ministrei dentro do tema que foi proposto, ou seja, sobre a vida de Daniel. Expus a vida desse personagem bíblico, sua fidelidade e ainda o ministério que o Senhor o designou. Ele começou tão jovem, mas quando chegou a se tornar um ancião permaneceu firme nos caminhos do Senhor”, salientou o pastor presidente. 

A programação seguiu no sábado (29), com a participação da cantor Clayton Queiroz (SP). Essa foi a segunda vez que o intérprete participou do congresso da UJAD. Nas palavras dele, a evolução da festividade é nítida e a cada ano tem surpreendido. “A dimensão desse ajuntamento não está apenas no número de pessoas por aqui passam, mas principalmente no ângulo espiritual. Uma verdadeira apoteose da glória de Deus, até parece que os Céus estão se abrindo mais, e a nuvem está mais baixinha, pertinho da gente”, relatou.

Cantor Clayton Queiroz  Mocidade reunida para adorar a Deus   Pr. Luaran Lins

Ainda no segundo dia, o pastor maranhense Luaran Lins (MA) foi o pregador da noite. Ele elogiou a organização do congresso e agradeceu a Deus pela oportunidade de integrar a programação da festividade. “Uma alegria muito grande retornar a esta cidade, pela segunda vez aqui em Campina Grande, em mais um congresso de mocidade que já é referência para o Brasil. Já estivemos no ano passado e aprouve a Deus também nos trazer este ano. Eu ministrei no 1º livro de Reis, tomando por base o profeta Elias. Pontuei os lugares onde ele não encontrou Deus: o terremoto, o vento, o fogo, mostrando aos jovens que devemos ter um relacionamento íntimo para viver um verdadeiro fogo do Espírito Santo. Fico feliz pelo tema: “Divergente, eu decido dizer não”, porque essa geração é uma geração que realmente precisa dizer não para o mundo e viver as promessas de Deus”, falou.

Grande conjunto da UJADE fechando com chave de ouro, o último dia foi marcado por momentos de comunhão, renovo espiritual e salvação de almas. Para que um evento de tamanha magnitude acontecesse foi necessário o envolvimento de toda uma equipe. Na organização do congresso, a liderança da UJAD se dividiu em várias funções. Dentre os voluntários, esteve o irmão Francisco Barbosa, que veio juntamente com a caravana de sua congregação. “Louvamos a Deus por essa oportunidade, na verdade estamos com uma equipe de jovens da congregação Emanuel, do bairro dos Cuités, participando na recepção, recepcionando os irmãos desde sexta, estivemos ontem durante o dia e hoje no encerramento louvando a Deus por esse momento que o Senhor tem preparado para nós”, falou.

O regente Leonardo Alves foi o responsável por conduzir o grande conjunto da UJAD. Além dessa tarefa, ele auxiliou nos ensaios que antecederam o congresso. Ao falar sobre a sensação de reger as 2.500 vozes, ele expressou: “faltam palavras para que eu venha engrandecer, enaltecer ao nome do Senhor. Esta foi uma oportunidade ímpar em minha vida, a qual Deus me concedeu”, contou.

Os jovens Augusto Bezerra e Léa Beatriz foram os solistas de uma das canções da festividade. O sentimento que eles puderam vivenciar foi de muita gratidão por estarem envolvidos na Obra de Deus. “Acho que simplesmente participar do congresso da UJAD é muito gratificante. Seja como solista, seja cantando aqui no grande conjunto, a sensação e a preocupação de adorar ao Senhor, de oferecer o nosso melhor é igual, é idêntica”,  expressou Augusto Bezerra. Para a solista Léa Beatriz, interpretar a canção “Creio em ti” foi “uma grande emoção, pois o louvor que interpretei juntamente com Augusto tem uma letra que fala profundamente aos corações, ela fala sobre o poder de Deus, que não há nada que resista ao Seu poder”, disse a jovem.

Cantor Nani AzevedeApós 15 anos, o cantor Nani Azevedo (Rio de Janeiro), retornou a Campina Grande, sendo que desta vez ao Congresso da UJAD. Nas palavras do cantor, participar do evento foi “uma alegria muito grande. Aqui pude ministrar com liberdade durante um tempo precioso que passamos aqui na presença do Senhor, e eu só tenho que agradecer a Deus, a Ele seja a honra para sempre”, comentou.   

Pr. Gilmar FiuzaE pela segunda vez no evento da mocidade da IEADCG, o pastor Gilmar Fiuza (São Paulo) ministrou com ousadia e fervor do Espírito Santo. O ministro saiu regozijado pelas grandezas operadas nesse ajuntamento espiritual. “O congresso da UJAD é marcante, porque aqui vi jovens despertados, fervorosos em Deus, cheios da presença do Senhor. Faltam-me palavras para dizer o que é participar da UJAD”, expôs o pregador.

O Congresso Geral de Mocidade encerrou-se com êxito. Ao todo, 92 pessoas se quebrantaram aos pés do Altar, entregando suas vidas ao Senhor Jesus.

FONTE: AD Campina Grande/Irmão Cézar
Reportagem: Victor Posse
Imagens: Vitórya Fotografias / Veneziano Gonçalves