8 de dez de 2011

Todo mundo na Espreita de Marta

Hoje milhares de evangélicos acompanham votação da PL122


Senadora Marta Suplicy

Esta quinta-feira, dia 08, é decisiva à evangélicos de todo o Brasil. Milhares de pastores e líderes acompanharão pela TV, ou irão presenciar em Brasília (DF), a votação na Comissão de Direitos Humanos do Senado, o projeto que criminaliza a homofobia. A senadora do projeto, Marta Suplicy bem que tentou, que livrar culto da lei que torna crime. Mas com um pouco mais de malícia é possível perceber as estratégias da senadora petista para aprovação do projeto perigoso às Igrejas. Que será analisado amanhã protege os cultos da criminalização.



A proposta transforma em crime atos de discriminação contra gays. O projeto define em lei crimes resultantes de preconceito de sexo, orientação sexual ou de identidade de gênero em situações no mercado de trabalho, em relações de consumo, na prestação de serviço público, além de indução à violência. Pela proposta, a lei "não se aplica à manifestação pacífica de pensamento decorrente da fé e da moral fundada na liberdade de consciência, de crença e de religião".

O projeto de Marta retoma a previsão de reclusão de três anos para "quem deixar de contratar ou nomear alguém ou dificultar sua contratação ou nomeação, quando atendidas as qualificações exigidas para o posto de trabalho, motivados por preconceito de sexo, orientação sexual ou identidade de gênero". "Se esperar um consenso, não teria condição de passar. Vamos ver o que conseguimos aprovar e fazer o projeto andar", afirmou.

Se aprovado, o projeto será avaliado pela Comissão de Constituição e Justiça e, na sequência, pelo plenário. Caso aprovada, voltará à Câmara dos Deputados, onde teve origem, para uma nova votação.

Data: 08/12/2011
Fonte: Creio - Com Folha On Line