28 de jul de 2011

Crepúsculo transforma adolescentes em "vampiros", diz estudo

Pesquisa foi publicada na revista especializada Psychological Science



Matéria publicada pela Folha Online hoje mostra quão prejudicial estão sendo alguns filmes em cartaz nas telonas. Se você é leitor assíduo da saga Crepúsculo, cuidado para não acabar se envolvendo demais com a trama e achar que virou um vampiro. Segundo um estudo intitulado Tornando-se um vampiro sem ser mordido, algumas narrativas podem levar os pessoas a se tornarem parte do coletivo que está sendo descrito nos livros que estão lendo. A pesquisa foi publicada na revista especializada Psychological Science.



Para provar a tese, pesquisadoras da State University of New York, em Buffalo, dividiram 140 estudantes de 19 anos para lerem passagens de livros do bruxinho Harry Potter e da saga Crepúsculo. Após a leitura, eles tiveram de responder com quais palavras se identificavam de uma lista com coisas associadas à magia, como "poção", e às histórias de vampiros, como "sangue". Eles também tiveram de avaliar questões como "O quão afiados são seus dentes?" ou "Você acha que conseguiria mover um objeto apenas com o poder da mente?", entre outros aspectos.

Os resultados apontam que os leitores de livros de Harry Potter tendem a se ver como bruxos, enquanto os que leram "Crepúsculo" associam eles mesmos a vampiros. Para as pesquisadoras, esse tipo de assimilação da história ocorre por causa da necessidade que as pessoas têm de se sentir parte de um grupo, no caso o dos bruxinhos ou o dos vampiros. Portanto, da próxima vez que for escolher um livro, preste atenção para não acabar se transformando em bruxo, vampiro ou coisa pior.