19 de jul de 2011

Jovens da Região Eclesiástica da AD em Ribeirão Preto renovam compromisso com os Céus em congresso

Jovens de toda a região de Ribeirão Preto diante do Senhor


Uma emocionante visão de uma multidão de jovens alinhados ao evento, unida à graça divina coroou de êxito o Congresso de jovens. Muitas lágrimas derramadas, renovação de compromisso com o Senhor, alegria, louvores e esperança nas promessas celestiais, marcaram o 31º Congresso da Mocidade da Assembleia de Deus do Campo de Ribeirão Preto. Muitos jovens voltaram ao Senhor outros receberam como Senhor e Salvador.


Sob o tema Um Novo Tempo para esta Geração com base em Atos 4.32-35, o Comaderp começou no dia 15 e termina no dia 18, com o culto de ação de graças. O início ocorreu no templo-central e no sábado e domingo, à noite, no ginásio de esportes Cava do Bosque. Os 5 mil lugares da famosa quadra de esportes, palco de eventos regionais e nacionais foram totalmente ocupados por jovens de Ribeirão Preto e toda região.
 A Cava do Bosque recebe  jovem predispostos à adoração
Como o Congresso se realiza dentro do Centenário da AD, os jovens contaram com entusiasmo (literalmente cheio de Deus), o hino oficial do Centenário,Avante Vai. Outros cânticos também causaram muita alegria, como no momento em que um bonito e gigante conjunto de jovens nas arquibancadas do ginásio cantou.
A graça e o vigor joviais ofereceram uma bela moldura ao local, enquanto a orquestra apresentava a harmonia para o brilho da grandeza, refletida no louvor e adoração ao Senhor. No final do hino, enquanto cantavam, todos expressaram também com as mãos, por meio da linguagem de sinais, a frase, que irradiou graça: “Santo, Santo, és…!”
 
Um batalhão de jovens canta com vigor ao Senhor
Na sexta-feira, no templo-central, pastor Cláudio Gama, da AD em Niterói (RJ), liderada por pastor Celso Brasil, pregou sobre o próprio texto base do evento, em Atos 4. O pregador enfatizou o desejo divino de relacionar-se com o homem e exortou a igreja à unidade: “O Senhor vai restaurar a unidade”, declarou. Falou ainda sobre a hipocrisia que se vê quando o assunto é unidade, pela notabilidade de facções, divisões e rebeliões, atitudes abomináveis ao Senhor.
 Pastor Cláudio Gama
sob a Graça
divina anuncia a Palavra
Houve manifestação da ação divina com expressão de alegria no Espírito, enquanto várias pessoas receberam Jesus e outras que voltaram ao Senhor.
No sábado e domingo, os cultos foram realizados na quadra de esportes Cava do Bosque, com início às 18h. Prudente e exemplo de fidelidade ao horário de término, pastor Antônio Santana, concluiu o culto pouco antes das 9h.
Testemunho
O pregador nos dois dias foi pastor Eduardo Lopes, da região de Araçatuba (SP). Ele deu testemunho da profecia da irmã Lourdes, esposa do pastor Santana. O casal estava impedido cientificamente de ter filhos. Mas ela profetizara que o casal teria um filho e a palavra dita por irmã Lourdes cumpriu-se, pois ele apresentou sua esposa, que mantinha ao colo o seu filho de pouco mais de um ano.
Ele pregou sobre o compromisso de gerações, comentou sobre Abraão, seu filho Isaque, o sacrifício no Monte Moriá e que os jovens presentes fazem parte de uma geração com a marca de Cristo, assim como Isaque – tipo de Cristo – possuía a marca da circuncisão.
Gratidão ao Senhor
Pastor Santana ladeado de diretores e outros companheiros. À primeira vista, os líderes da Umadecarp, presbíteros Julio Cesar e Lucas Braga, segundo e primeiro líderes, respectivamente
“Sou grato a Deus pela juventude da nossa igreja, um povo forte, dedicado à Palavra e compromissado com o Evangelho”, disse o pastor-presidente Antônio Santana. Com vigor e presença forte, pastor Santana acompanhou de perto todos os movimentos da mocidade da igreja, com seu apoio e liderança, sempre aplaudida também pelos jovens.
 Pastor Santana
 fala aos
 jovens
 A União da Mocidade do   Campo de Ribeirão Preto (Umadecarp) tem como líder-geral o jovem-presbítero Lucas Braga e coordenação do pastor Jairo Santana, 2º vice-presidente da igreja (Fotos: Elen Mesquita).
Uma grande harmoniosa banda composta de músicos de várias congregações e a Orquestra Filamônica também deram o seu brilho musical ao evento.

fonte: Fronteira final