11 de ago de 2013

Partiu para eternidade o pastor José Apolônio da Silva

Pastor e Escritor era membro da Casa de Letras Emílio Conde, entidade da CPAD

Pastores José Wellington e José Apolônio durante visita do líder da
CGADB em Natal no início deste ano
Faleceu ontem, às 18h, no Hospital PAPI, em Natal (RN), aos 90 anos de idade, o pastor José Apolônio da Silva. Ele estava internado havia três dias. Pastor Apolônio era membro da Casa de Letras Emílio Conde, entidade que reúne os principais nomes da literatura pentecostal assembleiana no Brasil.

Desde a sua juventude, ele se notabilizou como ensinador e escritor, tendo também trabalhado na Casa Publicadora das Assembleias de Deus (CPAD) em seus primeiros anos.

Nascido em 9 de fevereiro de 1923, no distrito de Lagedo Grande, no município de Goianinha (RN), pastor Apolônio é conhecido também por ser o irmão mais velho do também pastor Antonio Gilberto, consultor doutrinário da CPAD e a quem Apolônio ganhou para Jesus ainda muito jovem. Apolônio aceitou Jesus em 13 de junho de 1943. Tinha 70 anos de crente em Cristo.

O pastor José Apolônio, em sua profícua vida, desenvolveu várias aptidões. Escreveu e nos legou várias obras de peso como: "As Epístolas Paulinas; Grandes Perguntas Pentecostais/CPAD". Como articulista em diversos jornais e revistas colocou na vanguarda o meio evangélico do nosso país enaltecendo a graça de Deus. Exímio ensinador, com sua característica pessoal, vinculava o auditório à sua fala, do começo ao fim das suas pregações. E como conselheiro experiente prestou preciosa assistência às famílias e a oficiais eclesiásticos por todo este Brasil.

Escritor, articulista e pastor, ele liderou as Assembleias de Deus em Assu (RN), Campina Grande (PB) e Rio Comprido (RJ), além de ter sido vice-presidente do pastor Alfredo Reikdal no Ministério da AD no Ipiranga, em São Paulo, e pastor-auxiliar na AD em Natal. Deixa viúva a irmã Maria Nazaré da Silva, com quem era casado havia mais de 65 anos.