31 de mai de 2012

Começa hoje, um dos maiores Congressos de Mulheres das ADs

Congresso feminino acontece no Recife (PE) e é promovido pela Igreja AD na Capital



A maior festividade voltada para as mulheres cristãs de Pernambuco e uma das principais do Brasil começa a partir de hoje, no Recife. O templo-central da Assembleia de Deus da capital pernambucana, no bairro de Santo Amaro, sedia, entre os dias 31 de maio e 3 de junho, a 11ª edição do Congresso Estadual de Mulheres.



O evento reúne irmãs da região metropolitana, do interior, do sertão, de outros Estados e até visitantes de outros países para uma grande festa feminina de celebração a Deus. Pernambuco é uma terra emblemática para as mulheres evangélicas no Brasil. Foi neste Estado onde surgiu o Círculo de Oração, fundado há 70 anos por um grupo de irmãs recifenses e que está espalhado em várias igrejas do mundo, atualmente.

“Mulheres cristãs frutificando em tempos de crise”. Num período de frieza na vida cristã diária e em meio à frieza espiritual que atinge muitas senhoras, o tema da edição deste ano é voltado para o despertamento das irmãs como colunas no lar e como mulheres dedicadas à oração.

O congresso começa com o culto de abertura, às 19h, na quinta. No dia seguinte, já com a presença de dezenas de caravanas, hospedadas nos alojamentos da igreja, as reuniões são realizadas a partir da manhã, com devocionais e estudos bíblicos voltados para as mulheres. Durante os intervalos dos trabalhos, as senhoras têm a oportunidade para fazer agradecimento de bênçãos e pedidos de oração.

A festividade é organizada pela União de Mulheres da Assembleia de Deus de Pernambuco (Umadepe), coordenada pela irmã Judite Maria Alves, esposa do pastor Ailton José Alves, líder da AD pernambucana. Pastores pernambucanos serão escalados para a preleção da Palavra de Deus, assim como os cantores e grupos locais participarão no louvor, entre eles o grupo As heroínas, da cidade de Catende/PE, sempre presente nos congressos femininos.

O evento vai até o domingo, e a expectativa é de que, apesar da proximidade do período de chuvas, o templo sede receba, no total, um público de mais de 50 mil pessoas, próximo à quantidade de pessoas que compareceram à última edição, no ano passado.